Percepção é a função cerebral que atribui significado a estímulos sensoriais. As experiências e a história de vida de cada indivíduo são responsáveis pela formação de suas percepções. O Branding desenvolve cultura de marca e, através dela, promove estímulos sensoriais que tem por objetivo potencializar as percepções dos clientes e futuros clientes.

Cada pessoa percebe os estímulos gerados e reage de maneira diferente, de acordo com sua personalidade, ambiente, situação, temperatura, momento, necessidade, entre outras milhões de combinações de fatores que somados geram ou não um estímulo sensorial positivo.

Ao entrar em contato com um universo de produtos expostos em um supermercado, pouco antes do horário do almoço, por exemplo, nossos estímulos sensoriais estarão muito mais aguçados e certamente a possibilidade de nos sentir atraídos por uma embalagem ou aroma de um produto será muito maior.

Quando a cultura de uma marca é bem disseminada, aos poucos vamos criando uma relação com o consumidor associada as sensações e experiências vividas, intensificando os impulsos sensoriais. Desta forma passamos a fazer parte da história de vida do nosso consumidor, dividimos experiências com ele, e assim, nos tornamos mais um elemento responsável pela formação de suas percepções. Quando isso acontece, a cultura disseminada passa a definir os estímulos sensoriais dos clientes e uma nova relação está criada entre o cliente e a marca.